eu parira, tu pariras, ela parira, nós paríramos, vós paríreis, elas pariram VEM COMIGO? para você e por todas
E que venha a colheita!
Doula & Eu & Parto & Poesia

E que venha a colheita!

E 2020 está se despedindo cheio de lições e ensinamentos. Foi um ano muito desafiador, onde muitos partiram mas muitos chegaram também. Muitos renasceram, foi preciso chegar nas sombras e encontrar a sua luz, foi um momento de ter empatia abraçar com os olhos, as palavras e muita resiliência. Tanto para acolher a si próprio, quanto aos outros. Coletividade foi a palavra que mais ressoou. Entender que fazemos parte de um todo, que tudo está interligado. E o que acontece lá no outro lado do mundo, uma hora a onda reverbera por aqui e que a sua liberdade depende das ações do outro e vice-e-versa. Tivemos muitas batalhas mas pra mim a principal foi interna mesmo, foi um momento de muita cura. Passei grande parte do ano sem acompanhar partos presencialmente, por diversas questões que já trouxe em outros momentos. O que me permitiu experimentar outras formas de atuação e rompeu barreiras físicas, estive com mulheres pelo mundo a fora! Conectadas e acompanhando seus processos virtualmente. E estudei muito! Muito mesmo! Fiz todos os cursos que sempre quis fazer e não tinha disponibilidade, na verdade esse ano já começou com estudos, estudar era uma meta para 2020!

Design sem nome 15 1024x341 - E que venha a colheita!

Essa segunda foto foi uma das últimas vezes que estive com outras mulheres antes da pandemia num curso delicioso de Naturologia Obstétrica conduzido pela Aline Tarraga, e que maneira linda de pausar o momento presencial; não foi por acaso todas aquelas mulheres juntas entre saberes e vivências intensas (e nem imaginávamos que seria o ultimo encontro presencial).

Escolhi fotos desse parto para esse post por que ele representa muita coisa pra mim. Principalmente como muitas vezes precisamos apenas observar, como é importante a espera, como um olhar e uma palavra pode ser o bastante. Como nós mulheres somos mais fortes quando alguém acredita em nós, como nossos corpos são perfeitos! E como sabemos o caminho, só precisamos ter alguém ao lado para caminharmos juntas. E como foi importante esperar. Pausar e ver a mágica acontecer. E não falo só do parto em si, mas da vida! Tive ao meu lado durante todo esse ano, mulheres maravilhosas que me acompanharam, me deram as mãos, colo e esperança! Amigas, colegas, profissionais, minha mãe… minha rede esse ano transbordou demais e em todos os lugares, engraçado que a internet sempre esteve por ai, mas só agora aprendemos a usá-la para transpor a barreira física… reencontros, novas parcerias, conexões… Como é importante termos uma rede de apoio! E acreditarmos em nós mesmas! Em todos os sentidos! Como é desafiador ser mãe solo e doula, como o peso pro nosso lado sempre é maior e como é importante ter com quem contar! E que nós mulheres nos sustentarmos. Apenas. Que 2021 seja mais leve e traga a colheita de tudo que foi plantado nesse momento de cuidar das nossas casas e almas! Que venham muitos novos seres para essa nova era, esse novo mundo. E que você tenha quem te dar as mãos!

You may also Like

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

×